Este blog tem por objetivo apresentar fatos sob a ótica de seu idealizador, permitindo a todos um espaço para livre manifestação de pensamento.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Política no Maranhão é hereditária ?

Dos 18 deputados federais em exercício que o Maranhão possui na Câmara, pelo menos oito sofrem grande influência familiar: 
  • Alberto Filho (PMDB) é filho de Zé Alberto, ex-prefeito de Bacabal; 
  • Deoclides Macedo (PDT) foi prefeito duas vezes de Porto Franco e é irmão da deputada estadual Valéria Macedo; 
  • João Marcelo Souza (PMDB) é filho do senador João Alberto; 
  • Juscelino Filho (DEM) é da família Rezende, tradicional em Vitorino Freire; 
  • Luana Costa é esposa do ex-deputado federal e ex-prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves; 
  • Pedro Fernandes (PTB) é irmão do ex-deputado Manoel Ribeiro; 
  • Rubens Pereira Júnior (PCdoB) é filho do ex-deputado Rubens Pereira; e 
  • Victor Mendes (PSD) é filho do ex-prefeito de Pinheiro, Filuca Mendes.

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

FESTIVAL DE BESTEIRAS.


O deputado que quer ser presidente admite que não entende nada de economia.

O ministro de economia não sabe dizer se quer ser presidente.

A presidente do STF precisa de ajuda do decano, voto vencido, para explicar o voto dela própria, vencedor.

O Brasil não está fácil - e não é de hoje.

"É difícil ao historiador precisar o dia em que o Festival de Besteiras começou a assolar o país", escrevia Stanislaw Ponte Preta. 

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Papa Francisco, uma “Igreja em saída”.

Diante da crise do catolicismo, com alta redução do número de fiéis, o Papa propõe flexibilizar as leis canônicas.

Pesquisa Datafolha, de dezembro de 2016, comprovou redução de 9 milhões de fiéis em dois anos. Naquela data, apenas 50% dos entrevistados se autodeclararam católicos.

O papa Francisco está ciente da crise do catolicismo. Por isso, propõe uma “Igreja em saída”. Isso significa romper os muros clericalistas que amarram a Igreja aos templos; flexibilizar as leis canônicas (como admitir o recasamento de divorciados); e modificar os parâmetros ideológicos (que consideram o catolicismo conatural ao capitalismo).

O projeto de Francisco é de uma Igreja descentrada de si e centrada nos graves desafios do mundo atual: preservação da natureza; combate à idolatria do capital; diálogo entre as nações; acolhimento dos refugiados; misericórdia às pessoas; protagonismo dos movimentos populares; centralidade evangélica nos direitos dos pobres e excluídos.

O novo jeito de ser católico, proposto por Francisco, corresponde ao que dizia São Domingos, fundador da Ordem dos Pregadores: “O trigo amontoado apodrece; espalhado, frutifica”. Sair da sacristia para a sociedade.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Gordura no fígado: como saber se eu tenho?

A gordura no fígado, clinicamente conhecida como esteatose hepática, é caracterizada pelo acúmulo de gordura nas células do órgão que, por normalmente não apresentar sintomas óbvios, pode ter seu diagnóstico tardio e causar problemas graves de saúde.

Se a condição não for tratada, pode evoluir para uma cirrose hepática, quando o tecido do fígado é substituído por fibroses, que, em casos avançados, pode exigir até um transplante do órgão. Além disso, a cirrose é fator de risco para o câncer de fígado.

Gordura no fígado: como saber se eu tenho?


O diagnóstico certeiro de esteatose hepática só pode ser obtido através de exames de sangue ou por ultrassonografia abdominal, tomografia ou ressonância magnética, uma vez que a condição nem sempre dá sinais claros.

Uma evolução no quadro, no entanto, pode apresentar sintomas como:

Aumento do volume abdominal
Dor na parte superior direito do abdômen
Fadiga
Icterícia
Fezes claras
Alterações do sono
Confusão mental
Tremores
Inchaço dos membros inferiores

domingo, 10 de dezembro de 2017

GILBERTO GIL - GÊNIO EM PRODUÇÃO.

jornal O Globo
Recuperado da insuficiência renal que o debilitou ao longo de 2016, Gilberto Gil vive um momento intenso em produção artística e homenagens — que ele descreve como “a resultante da fome com a vontade de comer, ou melhor, da saciedade com a vontade de comer mais”.

O artista recebeu o primeiro Prêmio UBC, da União Brasileira de Compositores na terça-feira (28); tem um disco de inéditas pronto, com lançamento previsto para abril; prepara uma versão atualizada de sua canção “Pela internet”; faz show com Anitta em Salvador, no festival Combina MPB (realizado nos dias 1º, 2 e 3/12); segue na turnê “Trinca de ases” com Gal Costa e Nando Reis; ganhou recentemente o tributo “Refavela 40”; prepara a ópera “Negro amor”, com o maestro Aldo Brizzi, sobre poema traduzido do sânscrito por Rogério Duarte; e será homenageado em 2018 pela escola Vai Vai.

Gil adiantou ainda, em primeira mão, a letra inédita de "Ouço", uma das 13 faixas que estarão em seu próximo trabalho.
OUÇO (GILBERTO GIL)



OUÇO

TODOS OS CORAÇÕES BATENDO

TODOS OS CORAÇÕES DO MUNDO

BATENDO



OUÇO

TODO ESSE BARULHÃO QUE FAZEM

TODA ESSA PERCUSSÃO SELVAGEM

BATENDO



OUÇO

MUITOS DOS CORAÇÕES SE CALAM

MUITOS DOS CORAÇÕES SE FALAM

MAIS ALTO



OUÇO

TODOS OS CORAÇÕES DO MUNDO

SIM, TODOS ELES ME TOMANDO

DE ASSALTO


STF com medo da liberdade.

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou na quinta feira  (7) para que parlamentares estaduais não tenham as mesmas prerrogativas de deputados federais e senadores, que somente podem ser presos em flagrante por crime inafiançável e com aprovação da Casa Legislativa a que pertencem.

Com a decisão, a Corte suprema cria uma sub classe de poder. Ou seja, o Poder Legislativo Estadual não merece as mesmas prerrogativas de função da esfera federal.

São os ministros esquecendo a Constituição, por medo da crítica popular. O juiz deve julgar para proteger a Lei e o Estado Democrático de Direito e não para se candidatar a presidente da República.

O placar de 5 a 4  foi obtido com voto de desempate da presidente, Cármen Lúcia. Durante seu voto, a ministra disse que a “corrupção está sangrando o país” e que o sistema jurídico impõe a ética no serviço público. No entendimento da presidente, as assembleias não podem revisar decisões judiciais que determinem a prisão de deputados estaduais.

Opinião do Blog

Senhora presidente, as Assembléias podem sim rever decisão do judiciário sobre prisão de parlamentares. A questão jurídica está no Artigo 27, da Constituição. O quarto parágrafo diz que o deputado estadual tem direito às regras constitucionais sobre sistema eleitoral, inviolabilidade e imunidades previstas na Carta. Com base nesse artigo, constituições estaduais reproduziram a regra, prevista no Artigo 53, que garante a deputados e senadores prisão somente em flagrante de crime inafiançável e referendada por sua casa legislativa.

É o princípio da simetria. Se não gostam da lei, os ministros do STF devem pedir aos seus representantes parlamentares que mudem a lei. Essa é a regra.

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

ELIÇÕES 2018 - PLANO 'B'.

O PT não quer nem ouvir falar em Ciro Gomes (PDT) como opção de apoio caso Lula não possa ser candidato.

A cúpula acredita (ou reza) para que Lula seja candidato. Só existe plano A.

OPINIÃO DO




Cá pra nós, o plano A tá furado, mas se Ciro for buscar apoio no PT a sua candidatura naufraga antes de navegar.

SHOW DE SAMBA.


quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Melhor o palhaço seu doutor.


Um dos deputados mais assíduos da Câmara, Tiririca dá uma lição de seriedade na política. O palhaço vê a maioria dos parlamentares trabalhando para atender interesses próprios, em detrimento do povo. 

Infelizmente não podemos exigir que ele queira ser um mártir e comece a denunciar todo mundo que faz coisa errada no congresso então, temos que nos contentar com a afirmação genérica de  que há parlamentares bem intencionados, mas que não conseguem trabalhar porque o "sistema" não deixa.

É sintomático que um artista que ganhou a vida honestamente como um palhaço, seja responsável pela melhor avaliação da política e dos políticos:  "A partir do exato momento que você entra, ou entra no esquema ou não faz. É uma mão lava a outra. Tu me faz um favor, que eu te faço um favor. Eu não trabalho dessa forma", desabafou.

Tiririca conta que, certo dia, uma rapaz o procurou para oferecer um "negócio" de aluguel de carro. "O cara disse, 'bicho, vamos fazer assim, tal, o valor tal'. Eu disse: acho que você está conversando com o cara errado. Não uso carro da Câmara, o carro é meu.

Após se eleger duas vezes deputado com mais de um milhão de votos não resta mais duvidas sobre o seu potencial eleitoral, mas pensa em desistir da política e faz outra avaliação inteligente sobre a possibilidade de disputar mais um mandato: "Mas, para fazer o que? Passar oito anos e aprovar um projeto", desabafou o deputado, que só conseguiu aprovar uma de suas propostas em sete anos de mandato: a que inclui artes e atividades circenses na Lei de incentivo à cultura.

Hoje tem palhaço?  Tem sim senhor.

Hoje tem palhaçada?  Tem não senhor.

Notícia boa para os amantes das artes.

O Teatro Arthur Azevedo, que está em reforma, reabrirá amanhã, dia 8 de dezembro, com o esperado espetáculo “João do Vale – O Musical”.

Segundo informações de bastidores, está uma pérola e vai deixar a plateia boquiaberta.

O espetáculo, aliás, começou a ser produzido no início deste ano e para tal, o diretor carioca Viniciús Arneiro mudou-se de mala e cuia para São Luís. É um profissional rígido, exigente, mas tudo em nome da perfeição.

É o mesmo que assinou “Cássia Eller – O Musical”.

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

BRINCADEIRA DE MAU GOSTO.




O Ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e responsável pela Corregedoria Nacional de Justiça, João Otávio de Noronha afirmou nesta segunda-feira, 4, que heterossexuais “não têm mais direito nenhum” no Brasil.

O comentário, em tom de brincadeira, foi feito logo após o ministro afirmar que o “juiz constitucional não pode ser pautado pelas minorias só”, em um evento que discutia os limites da atuação do Poder Judiciário.

Opnião do 






Quais os direitos dos heterossexuais estão sendo desrespeitados ?

Em tempos de histeria pelo uso de armas, da violência crescente contra negros, homossexuais e até contra minorias religiosas, é no mínimo infeliz um comentário dessa natureza e, pior, vindo de um Ministro do STJ.


terça-feira, 5 de dezembro de 2017

REFORMA DA PREVIDÊNCIA.

Deputados não querem se convencer sobre a importância de reformar a Previdência


O título da matéria e as informações foram extraídas da coluna da Mirian Leitão.
Os parlamentares, que nos constrangem diariamente com as notícias sobre os escândalos ou com suas atitudes e palavras, acham que seria IMPOPULAR votar a reforma da Previdência.
A situação do sistema é gravíssima. Mas eles dão pouca atenção aos dados. Estão preocupados com as urnas de 2018.
Essa realidade política coloca em risco o futuro do país, mas o nosso povo não consegue perceber os movimentos articulados dos bastidores políticos e dependem de informação verdadeira e descomprometida. 
Especialistas mostraram um quadro grave. Deficitária, a Previdência ainda privilegia os mais ricos. É um sistema injusto. No ano passado, por exemplo, 31% das mulheres que se retiraram por tempo de contribuição se aposentaram na faixa dos 45 a 49 anos de idade. Fica difícil fechar essa conta. Mas os deputados não querem ser convencidos por argumentos racionais.
A propaganda do governo diz que o projeto terá uma transição suave e que só daqui a 20 anos a idade mínima chegará a 65 anos para os homens e a 62 anos para as mulheres, mas o brasileiro não quer saber disso. Infelizmente todos nós repetimos o que ouvimos, sem sequer pensar nas consequências e nossos representantes, cientes de nossa limitação de avaliação, se fazem de surdos, mudos e loucos.
Os parlamentares querem saber se o projeto dará voto ou não nas eleições de 2018. Se a propaganda do governo colar eles defendem, se não, engrossam o coro da população. 

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Zé Vieira e as liminares.


Não há luta que seja eterna, sempre haverão vencedores e vencidos. Essa lição não foi aprendida por Roberto Costa quando da abertura das urnas em outubro de 2016 e parece não ser entendida por Zé Viera ao fim de 2017.

A perda dos direitos políticos não tira Zé Vieira do poder, apenas do cargo de prefeito. 

O grupo político vencedor das últimas eleições pode muito bem ser conduzido pelo líder e a prefeitura administrada pelo pupilo. É questão de bom senso.

Não quero dizer que se esteja gastando dinheiro público na aquisição das liminares (muito embora não se convença o povo do contrário), mas certamente se gasta tempo e esforço no que não é essencial.

A Bacabal interessa Zé Vieira no poder, tanto que a maioria comemora as liminares com entusiasmo, mas verdadeiramente não interessa que ele esteja na prefeitura, tanto que se admite que o governo se concentre nas mãos de outros. 

O que importa é a continuidade dos serviços, as obras de asfaltamento que pararam, os investimentos futuros que ficam aguardando um desenrolar dos fatos. 

É melhor pensar agora, antes que seja tarde o arrependimento.

domingo, 3 de dezembro de 2017

CARNAVAL 2018. HOJE É DIA DE MOCIDADE.

Mais uma escola que em 2018 vem com um sambista da MPB é a escola de Padre Miguel.
O compositor Altay Veloso não figura entre os tradicionais nomes das escolas.


— Sempre fui apaixonado por carnaval, mas nunca tinha acompanhado uma disputa de perto, até que a minha ópera “O Alabê de Jerusalém” inspirou o enredo da Viradouro em 2015 — conta Altay Veloso, autor, ao lado de Paulo César Feital e outros parceiros, de “Namastê: a estrela que habita em mim saúda a que existe em você”, com que a Mocidade defenderá o título (seu primeiro em 21 anos), encerrando o desfile de domingo, dia 11 de fevereiro de 2018. — Depois daquilo, fui convidado a vir para a Mocidade, onde estou muito feliz, a ala dos compositores é maravilhosa, fui muito bem recebido. 





Os autores do samba campeão em Padre Miguel, “Namastê: a estrela que habita em mim saúda a que existe em você”, conquistaram o bi na disputa deste ano. 


Em 2014, a Mocidade estava num momento complicado, quase foi rebaixada, e a diretoria chamou de volta algumas pessoas de lá, como a minha irmã (a porta-bandeira Lucinha Nobre, hoje na Portela) e eu — conta Dudu Nobre, que emplacou na verde-e-branco da Zona Oeste o samba “Pernambucópolis”, ao lado de parceiros, iniciando um processo de recuperação que culminou no campeonato de 2017, dividido com a Portela, com o enredo “As mil e uma noites de uma Mocidade pra lá de Marrakesh”



sábado, 2 de dezembro de 2017

Samba e amizade. Homenagem ao dia do samba.

Hoje é o Dia Nacional do Samba ou Dia do Samba que é comemorado anualmente em 2 de dezembro no Brasil. 

Nossa homenagem vem do amigo sambista bacabalense Demétrius  (Miau do Emmes do Samba).  

O Brasil é conhecido internacionalmente pelo samba, um estilo musical e de dança típico do país e a nossa cidade de Bacabal é rica em amantes do samba em suas diversas vertentes. Podemos lembrar dos Lamas (com Antônio Carlos e companhia), do Marquinho Maranhão com o Compromisso, do falado Emmes do Samba com o nosso querido Masa Pagodinho, do Sabinha e Cia.

E não poderia esquecer do nosso atualíssimo Pau Furado  (com Perboire Ribeiro, Marcelo Duarte, maestro Vitor e companhia  ltda) sempre acompanhado do presidente Hugo e da bem gelada Itaipava.





O Carnaval é a festividade em que o samba se torna ainda mais popular, mas brasileiro gosta de samba o ano inteiro e quando o dia do samba cai num sábado, então temos que comemorar amigo Sérgio Matias.



sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

As imagens falam melhor que as palavras.

Para existir o comunismo em um determinado lugar é necessário que se elimine a propriedade privada dos meios de produção. Ou seja, o governo deve  estatizar as fábricas, fazendas, grandes empresas etc. Aliás, no mundo todo, esse modelo já não conquista ninguém faz tempo. São pouquíssimas pessoas que acreditam que a abolição de uma sociedade de mercado é melhor do que a sociedade de mercado que temos, ainda que se possa e se deva, claro, criticá-la.

Infelizmente, depois de defender a ascensão de Lula para presidente e Flávio Dino para governador do Maranhão, sinto-me envergonhado com a corrupção comprovada do primeiro e a demagogia do segundo. O populismo de esquerda se revelou apenas como um grande quadrilha, um aglomerado de corruptos e bandidos comuns. Tudo isso está desvendado agora, com seus líderes caindo na prisão dia a dia.

Só um ridículo desescolarizado pode ver qualquer virtude nesse modelo e nesse grupo. Nesse ponto, nos envergonha ver um jurista inteligente como o governador Flávio Dino se render a práticas típicas dos seus antecessores.

As imagens falam melhor que as palavras:




quinta-feira, 30 de novembro de 2017

DATA VENIA, PEÇO VISTA EXCELÊNCIA.


O bacabalense tem sofrido com a demora na decisão do Tribunal Superior Eleitoral - TSE no caso da cassação do registro de candidatura do prefeito eleito Zé Vieira, porém, processo parado não é novidade em tribunais superiores. Dizem as "más línguas" que a nova estratégia de Vieira par ganhar tempo (já se dá como certa a derrota no TSE) é pedir vista sucessiva e postergar o resultado por mais um ano e assim isolar as pretensões do deputado Roberto Costa de disputar a eleição municipal suplementar antes da eleições gerais de 2018. 

A prática de pedir vista é comum até no STF. Veja a soma de pedidos de vista feitos no plenário da Suprema Corte  desde 2011: o campeão é Toffoli que lidera dentre os ministros atuais, com 59 pedidos. Em seguida, vêm Alexandre de Moraes (56); Gilmar Mendes (45); Luís Roberto Barroso (40); Cármen Lúcia (25); Luiz Fux (21). No final da lista estão Rosa Weber (15); Edson Fachin (10); Marco Aurélio Mello (8) e Ricardo Lewandowski (6).

O ponto fora da curva é o Ministro Celso de Mello que não registra nenhum pedido de vista.

A regra é devolver os pedidos de vista feitos  no prazo de duas sessões, mas essa prática também não é seguida a risca. Só dois ministros devolveram todos os seus pedidos: Marco Aurélio Mello e Edson Fachin. Eles são seguidos por: Cármen Lúcia (72% devolvidos); Rosa Weber (66%); Toffoli (58%); Ricardo Lewandowski (50%); Alexandre de Moraes (32%); Gilmar Mendes (24%); Luiz Fux (19%); e Luís Roberto Barroso (10%).

Falta senso de moralidade. Nem tudo que é legal pode ser tido como normal, pois o excesso dessa prática, assim como a edição de medidas provisórias, os contratos temporários que duram mais de dez anos e outras práticas da administração pública brasileira, são a porta de entrada para a corrupção.

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

FLORÊNCIO NETO PRECISA...

Política  é “a arte do possível”, mas nada é unânime ou plenamente aceitável, no que diz respeito à política.

Até que se julgue a ação no TSE o prefeito de Bacabal é o jovem Florêncio Neto. Ele já informou (e vem cumprindo) que nada vai mudar e que vai lutar ao lado de seu líder Zé Vieira.

Fala-se em uma boca só que o município de Bacabal é governado pelo empresário Jaime Rocha e pela primeira dama Patricia Vieira, mas com o afastamento definitivo de Zé Vieira da prefeitura fica uma dúvida sobre o futuro da administração municipal.

O jovem político bacabalense se encontra em uma encruzilhada, confrontado a um dilema, que a meu ver definirá quem ele poderá vir a ser, mais do que qualquer outra coisa em sua carreira, até agora.

Poucos políticos conseguem se notabilizar quando jovens. A notoriedade vem normalmente com o passar dos anos e com a prática deste ofício que envolve um mínimo de inteligência, uma boa dose de sabedoria, bastante diplomacia e capacidade de aglutinação, isso para que se alcance algum sucesso.

Não se espera um rompimento, nenhum ato de traição como prega a oposição. A equipe de governo é boa e já provou isso nesse primeiro ano de governo e não precisa ser mudada drasticamente, porém, o que se espera da juventude é ação. O que se pretende ver mudada é a atitude.

Na minha opinião, a melhor forma do prefeito Florêncio Neto defender o líder Zé Vieira é fazendo a população perceber que ele aprendeu a zelar pelo patrimônio de Bacabal. Para fazer isso ele precisará ter desprendimento e obstinação, mas principalmente precisará confiar nas pessoas com quem tiver que compor esse transição. Não dá para esperar até o TSE decidir, sob pena de passar para história pela omissão.

terça-feira, 28 de novembro de 2017

LOTERIA

Mega-Sena: prêmio acumulado em R$ 65 milhões


A Caixa Econômica Federal sorteia, na noite desta quarta-feira (29), o concurso número 1992 da Mega-Sena